Fornos Intermitentes

 

ELÉCTRICOS, A GÁS OU COMBUSTÍVEIS LÍQUIDOS

Os fornos intermitentes são soluções versáteis com uma gama que inclui desde fornos de pequena capacidade até 140m³ – dentro do nosso portfolio. Das diversas áreas de utilização deste tipo de fornos, destacamos: barro vermelho, porcelana, sanitários, faiança, grés, cerâmicas técnicas e refractários, utilizando temperaturas até 1 800ºC.

Graças aos isolamentos utilizados, especialmente fibra cerâmica, são equipamentos de grande flexibilidade, permitindo ciclos curtos ou longos, e dependendo dos produtos a cozer.

O elevado grau tecnológico atingido ao nível da concepção e isolamento, bem como o recurso aos mais aperfeiçoados sistemas de queima e controlo, permitem construir fornos intermitentes de qualquer capacidade. Dependendo da sua capacidade e aplicação, vários tipos de portas podem ser instalados, com movimentação automática ou manual, de acordo com as necessidades de cada cliente.

Há ainda possibilidade de aplicar aos fornos intermitentes de maior dimensão, sistemas semi-automáticos ou completamente automáticos de movimentação das vagonas.

 

INDÚSTRIAS E APLICAÇÕES

TABLEWARE
SANITÁRIO
CERÂMICA TÉCNICA E REFRACTÁRIOS
CERÂMICA ESTRUTURAL
TERRACOTA

Fornos Túnel

 

ELÉCTRICOS, A GÁS OU COMBUSTÍVEL LÍQUIDO

Os fornos túnel são modelos vocacionados para produções em contínuo e para cargas tendenciosamente mais homogéneas e possibilitam ciclos de trabalho relativamente mais rápidos que os modelos intermitentes. São também fornos mais eficientes, onde os consumos de energia são significativamente mais baixos do que os fornos intermitentes, considerando a mesma produção.

O processo de desenvolvimento de soluções é assegurado por uma equipa técnica e de projecto com larga experiência e conhecimentos com soluções com base em experiências reais dentro das mais diversas áreas. Os isolamentos bem como os sistemas de aquecimento, regulação e controlo, obedecem a um critério de distribuição ao longo do forno, de forma a cumprir as diversas curvas de cozedura identificadas para cada caso.

Das diversas áreas de utilização deste tipo de fornos, destacamos: barro vermelho, porcelana, sanitários, faiança, grés químico, decoração, considerando temperaturas até 1 450ºC.

Em fornos de menor capacidade e para temperaturas até 1 150ºC, podemos considerar fornos contínuos de tapete com movimentação electromecânica.

 

AQUECIMENTO

Através de resistência eléctricas, queimadores a gás (de alta velocidade – JET) ou combustível líquido, estudados em cada caso de acordo com as características do forno e tipo de cozedura.

 

ISOLAMENTO

Em fibra cerâmica e outros materiais de baixa massa térmica, habitualmente aplicados, permitem com facilidade ciclos rápidos ou lentos conforme as características da cozedura.

O revestimento a tijolo isolante e refractário, bem como o betão nas diversas referências, fazem parte habitual dos modelos fabricados, e são aplicados regularmente tendo em conta o grau de exigência de cada cozedura e o impacto do choque térmico nas vagonas em movimento contínuo.

 

AUTOMATIZAÇÃO

Diversas soluções movimentação de vagonas por processos hidráulicos ou electromecânicos.

 

INDÚSTRIAS E APLICAÇÕES

TABLEWARE
SANITÁRIO
CERÂMICA TÉCNICA E REFRACTÁRIOS
CERÂMICA ESTRUTURAL
TERRACOTA

Fornos de Rolos

 

ELÉCTRICOS OU A GÁS

Fornos de laboração contínua e para cargas tendenciosamente mais homogéneas, preparados na sua maioria, para cumprir ciclos rápidos de aquecimento e arrefecimento. São também fornos mais eficientes, onde os consumos de energia são significativamente mais baixos do que os fornos intermitentes, considerando a mesma produção.

O processo de desenvolvimento de soluções é assegurado por uma equipa técnica e de projecto com larga experiência e conhecimentos com soluções com base em experiências reais dentro das mais diversas áreas. Os isolamentos bem como os sistemas de aquecimento, regulação e controlo, obedecem a um critério de distribuição ao longo do forno, de forma a cumprir as curvas de cozedura pretendidas.

Das diversas áreas de utilização deste tipo de fornos, destacamos: porcelana, faiança, grés químico e decoração, considerando temperaturas até 1 300ºC.

 

AQUECIMENTO

Sistemas de aquecimento através de resistências eléctricas ou queimadores a gás (de alta velocidade – JET), estudados em cada caso de acordo com as características do forno e tipo de cozedura.

 

ISOLAMENTO

A fibra cerâmica e outros materiais de baixa massa térmica, permitem com facilidade ciclos rápidos ou lentos conforme as características da cozedura.
O revestimento a tijolo isolante e refractário, bem como o betão nas diversas referências, são aplicados regularmente tendo em conta o grau de exigência de cada cozedura.

 

AUTOMATIZAÇÃO

Movimentação dos rolos através de sistemas electromecânicos.
Possibilidade de integração com outros sistemas automáticos e de movimentação / trasladação.

 

INDÚSTRIAS E APLICAÇÕES

TABLEWARE
TERRACOTA

Fornos Campânula

 

ELÉCTRICOS, A GÁS OU COMBUSTÍVEIS LÍQUIDOS

 

Fornos intermitentes cuja particularidade é a ausência de porta e o selo do forno ser feito com a vagona.

ELEVATOR – o forno está num patamar superior e a vagona sobe para selar com o forno.
TOP HAT – a vagona fica ao nível do chão e o forno desce para selar com a vagona.

O sistema de elevação poderá ser do tipo hidráulico ou electromecânico.

Este tipo de forno tem como grandes vantagens um maior controlo da estanquicidade da atmosfera e pressão. São tipicamente soluções concebidas de acordo com as necessidades do produto a cozer.

Das diversas áreas de utilização deste tipo de fornos, destacamos: abrasivos, cerâmicas técnicas, refractários, utilizando temperaturas até 1 800ºC.

Os Isolamentos a fibra e outros materiais de baixa massa térmica, habitualmente aplicados, permitem com facilidade ciclos rápidos ou lentos conforme as características da cozedura.

 

INDÚSTRIAS E APLICAÇÕES

CERÂMICA TÉCNICA E REFRACTÁRIOS
ABRASIVOS